Discurso de Lula da Silva (excerto)

___diegophc

terça-feira, 23 de março de 2010

Exposição fotográfica retrata o ruralismo e cultura regional

terça-feira, 23 de Março de 2010

.
http://4.bp.blogspot.com/_qsD2YgTWqY4/SJI6zhhFTEI/AAAAAAAACHs/XMrUDtCNSx8/s400/sorocaba_monumentos_tropeiro1.gif



22/03/2010 - 16h29 (Redação Agoravale)
Envie esta Notícia para um Amigo
Inicia nesta semana a exposição fotográfica da artista Célia Soldi que tem como tema o “Resgate Cultural do Tropeirismo do Vale do Paraíba”. Com o objetivo de retratar as riquezas naturais do Vale, a exposição terá fotografias de equinos, muares e motivos rurais.
.
Para quem quiser apreciar, a exposição estará aberta ao público das 8h às 12h e das 14h às 18h, entre os dias 23 e 31 de março no Espaço Cultural Georgina de Albuquerque, da Câmara de Taubaté.
A especialização em retratar os equinos surgiu há seis anos, com uma visita em uma hípica da região. “Tenho verdadeira paixão pelos cavalos e tento representar isso em meu trabalho”, diz Célia Soldi, que já realizou exposições em diversas cidades do estado.
.
A fotógrafa, com 54 anos, diz que é movida pelo desafio e também tem em seu currículo fotos de casamentos, aniversários e eventos sociais.
Bookmark e 
Compartilhe
.
.
[PDF]

Comunicação Científica Festa de Silveiras: retrato da cultura tropeira

Formato do ficheiro: PDF/Adobe Acrobat - Visualização rápida
Dessa movimentação de tropeiros pelas terras do Vale do Paraíba, .... Essa é uma das formas de resgatar a cultura do tropeiro juntamente com a sua história. ...
.
.
[PDF]

Caminho das Tropas: A Importância da preservação histórica e ...

Formato do ficheiro: PDF/Adobe Acrobat -
de CB de Freitas Carpegeani - 2009 - Artigos relacionados
Das várias rotas de tropeiros no Vale do Paraíba, a mais conhecida é a atual SP – 068, ...... Existem ações voltadas ao resgate histórico e cultural. ..
.
.

Nossa Senhora Aparecida e a religiosidade do Vale do Paraíba ...

Curiosamente no Vale do Paraíba existem vários registros de santos ou objetos de devoção ... de uma imagem que teria sido encontrada por tropeiros há séculos) há a Santa Perna, ... História da cultura, História do Brasil Tags: Catolici
.
.
ValeParaibano

Resgate Cultural

Mostra no Sesc de São José explora cotidiano no mercado

Exposição apresenta como eram as relações nos antigos centros comerciais da região

Centro
As relações comerciais e seus desdobramentos afetivos e sociais são tema da mostra 'Valores do Vale, o mercado como espaço de preservação da memória', que pode ser visitado até o final de dezembro no Sesc (Serviço Social do Comércio), localizado na zona central de São José.
.
A mostra apresenta um resumo do que foram as transações comerciais no Vale do Paraíba.
.
Logo após os mascates de porta-em-porta e tropeiros viajantes, as relações comerciais se firmaram nos mercados regionais. Mas hoje elas perdem espaço para a geração 'shopping center'.
.
De acordo com a animadora sócio cultural Paula Zanni, 56 anos, o objetivo é mostrar as relações sociais estabelecidas por meio do comércio.
.
"O mercado era ponto de encontro para saber das novidades. Relações humanas e profundas eram vivenciadas diariamente por meio da confiança. A mostra resgata o tempo em que a palavra era documento."
.
Segundo ela, a mostra apresenta um modo de viver simples e duradouro, de troca de receitas, notícias e até romances que ainda estão presentes nos balcões dos mercados regionais.
.
A exposição apresenta 13 painéis com fotos do fotógrafo Jarbas Moura de Rosa em mercados das cidades de São José, Jambeiro, Caçapava, São Luís do Paraitinga, Redenção da Serra e Campos do Jordão, além de textos da folclorista Angela Savastano.
.
CENÁRIO - Um cenário materializa a idéia da mostra. Uma minimercearia foi montada para dar ao visitante a impresssão de que ele viajou ao passado. No balcão há produtos como arroz, feijão, farinha de milho e mandioca. Além de objetos típicos do mercado, como bules, cabos de enxada e cestos artesanais.
.
Ao passar em frente ao Sesc, o supervisor de calderaria Paulo Rubens de Brito, 33 anos, não resistiu e entrou.
.
Morador do Galo Branco, ele afirmou não visitar exposições, mas que a montagem da mostra lhe chamou a atenção. "Parece que estou no meio de um mercado no nordeste. Em São José, essas coisas a gente não vê mais. As relações de humildade e confiança não existem no comércio local."
.
Natural do Piauí, Brito se alegrou em poder mostrar ao seu filho Pietro Leandro de Souza Brito, de 9 anos, as relações comerciais que vivenciou em sua infância.
.
Fotos: Alex Brito
FRASE

O mercado era o ponto de encontro para saber das novidades. Relações humanas e profundas eram vivenciadas diariamente por meio da confiança. A mostra resgata o tempo em que a palavra era documento"

Da animadora sócio cultural Paula Zanni, 56 anos


.




























© 2006 ValeParaibano
.
.







Sem comentários: